© 2019 Bartleby Toon

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

Manel Cruz

Músico, compositor e letrista, Manel Cruz estreou-se na música com os Ornatos Violeta em 1991. Em 11 anos de percurso, o grupo editou "Cão" (1997) e "Monstro Precisa de Amigos" (1999). Com o fim dos Ornatos Violeta, Manel Cruz continuou na música e em 2004, com os Pluto, voltou aos discos com “Bom Dia”. Em 2008, com o projecto Foge Foge Bandido lançou “O amor dá-me tesão/Não fui eu que estraguei”; e em 2012, com os Supernada, “Nada É Possível”. Em 2015, Manel Cruz volta aos palcos sob o cunho de Estação de Serviço, ao lado de Nico Tricot, Edú Silva e António Serginho, onde encarna os vários projectos passados e material próprio, numa espécie de linha do tempo, viajando entre o passado, o presente e o futuro. O ano de 2019 fica marcado pela edição de “Vida Nova”, o álbum em nome próprio do qual já são conhecidos "Ainda Não Acabei", "Beija-Flor", "Cães e Ossos" e "O Navio Dela".