© 2019 Bartleby Toon

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

João Pedro Vaz

Nasceu no Porto em 1974. Iniciou-se no TEUC (Teatro de Estudantes da Universidade de Coimbra) em 1993, a cuja direção pertenceu até 1996.; Foi cofundador e codiretor da ASSéDIO (Porto) entre 1998 e 2001. Foi diretor artístico das Comédias do Minho de 2009 a 2016. É diretor artístico do Teatro Oficina em Guimarães desde 2017 e d’A Oficina, desde o ano passado. Actor desde 1994, trabalhou com os encenadores Paulo Castro, Rogério de Carvalho, João Cardoso, Ricardo Pais, Giorgio B. Corsetti, Heiner Goebbels, Jorge Silva Melo, Nuno Cardoso, António Durães, Fernando Mora Ramos, Nuno Carinhas, João Lourenço, Miguel Seabra, Tiago Guedes, Luis Miguel Cintra, Tonan Quito, Tiago Rodrigues, entre outros, e os cineastas Luis Filipe Rocha, Tiago Guedes, Manoel de Oliveira, Ivo M. Ferreira, Teresa Villaverde, entre outros. Encenador desde 2000, dirigiu e/ou criou cerca de 20 espetáculos, sobretudo com a ASSéDIO, O TNDMII, as Comédias do Minho e o T. Oficina. Prémio Revelação Ribeiro da Fonte – Teatro 2000 (MC/IPAE), nomeação Globos de Ouro SIC – Melhor Actor Teatro 2002, The Best of Porto – Melhor Actor Teatro 2005 (Esc. de Comércio Externo), Menção Especial da Crítica 2015 (APCT), Melhor Actor Secundário – Atores de Cinema (GDA, 2016). O seu espetáculo Ego teve duas nomeações no Prémio Autores 2010 (SPA). No seu período como diretor artístico, as Comédias do Minho receberam o Prémio Norte Criativo (CCDR-N e JN) em 2010, o Prémio da Crítica da APCT em 2011 e o Prémio Acesso Cultura – Acessibilidade Social em 2016.