© 2019 Bartleby Toon

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Black Twitter Icon
  • Black YouTube Icon

Carlos Lage

Carlos Cardoso Lage,  Valpaços, 19/11/44.

A Ditadura salazarista e o seu cortejo de repressão, miséria e atraso cedo lhe despertaram sentimentos de revolta e oposição às políticas do Estado Novo, designadamente à política colonial. Incorporado no serviço militar em 1966, foi enviado para Moçambique em 1968 já como oficial miliciano onde manteve sempre uma postura aberta de contestação ao regime o que desembocou num processo político, entrega à PIDE/DGS e posterior condenação a pena de três anos e meio por crimes contra a segurança do Estado e perda de direitos políticos por 15 anos.  Por cumprimento cabal da pena em Novembro de 1973, regressa a Portugal onde assiste à Revolução de Abril e, no Porto, filia-se em Maio de 1974 no Partido Socialista. Licencia-se em História pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto. Foi docente da Escola do Magistério Primário.

Foi eleito deputado à Assembleia Constituinte em 1975, renovando o mandato de deputado nas I, II, III, IV, V, VI e X Legislaturas, Presidente da Comissão da Administração do Território, Poder Local e Ambiente e Vice-Presidente da Assembleia da República. Presidiu à Federação do PS-Porto, à Assembleia Municipal de Gondomar e à Assembleia Metropolitana do Porto. Entre 1994 e 2004 foi deputado ao Parlamento Europeu onde presidiu à Delegação Socialista Portuguesa. Foi docente universitário entre 1998 e 2000. Foi membro do Conselho de Administração da Porto 2001-Capital Europeia da Cultura. Entre 2005 e 2012 presidiu à Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte (CCDR-N).